A 20 de agosto, a seleção nacional de futebol feminino venceu o Campeonato do Mundo e, 30 dias depois, as campeãs cumpriram a promessa de mudanças profundas na Federação. Pelo meio, o chamado "caso Rubiales", o escândalo que expôs o machismo e os abusos de poder de que as mulheres eram alvo. A sua coragem provocou uma verdadeira revolução. Esta é a história de uma dupla vitória